Blog do Leão Pelado



Este blog está construído segundo as normas da W3C, pelo que pode apresentar irregularidades em browsers que não as sigam, como o Internet Explorer e o Google Chrome. As bandas rotativas não funcionam no IE e as molduras são duma só cor.


Visite o blog da Mentira!
Colaboradores:

A. João Soares, Aruangua, J. Rodrigues, Sapiens, Mentiroso



Sócrates Acusado de Traidor
pela Human Rights Watch

A organização internacional humanitária não governamental (ONG) Human Rights Watch (HRW), é a mais conhecida e prestigiosa organização humanitária que, conjuntamente com a Amnisty International, luta mundialmente pelos Direitos Humanos.

Referindo-se à recente visita de Sócrates à Rússia, a HRW publicou no seu site, na página dedicada a Portugal, inserida na secção da Europa/Ásia Central, sob o título Atraiçoando os direitos humanos na Rússia, uma forte crítica a uma alocução de Sócrates pronunciada durante essa visita, em que o acusa de traição aos Direitos Humanos na Rússia. Nesta página encontram-se ainda outras acusações contra os governos portugueses – reconhecidas como justas e que nós também sabemos que por corrupção – como a condenação declarada pelo Parlamento Europeu por cumplicidade nas actividades ilegais da CIA, o relatório sobre os soldados crianças de 2001, o relatório sobre o incumprimento do tratado internacional que baniu as minas.

A HRW publicou ainda um artigo muito mais longo sob o mesmo título e sobre o mesmo assunto, em que apresenta uma lista mais extensa das desastrosas consequências provocadas pela impudência de Sócrates. A HRW critica fortemente várias alusões do discurso de Sócrates pondo em causa a defesa dos Direitos Humanos, considera esta atitude como um mau presságio para a presidência de Portugal na União Europeia e pondera que em lugar destas atitudes, Portugal deveria promover um "diálogo mais robusto sobre os assuntos dos Direitos Humanos entre a UE e a Rússia, pressionando o Kremlin para restaurar a liberdade de expressão", etc. Em suma, a HRW encara o comportamento de Sócrates como atípico, desleal para com a UE e uma traição aos Direitos Humanos.

Em 29-5-2007, o International Herald Tribune chamou delicadamente “linguagem colorida” ao discurso de Sócrates, enquanto a Angela Merkl questionava o tratamento do governo russo aos seus opositores.

Muitos outros jornais fizeram menções idênticas sobre o discurso do Sócrates, classificando-o das mais diversas formas sobre as suas críticas veementes contra os valores do Ocidente sobre os Direitos Humanos e a democracia.

Como se nós não conhecêssemos já a cambada de canalhas e parasitas corruptos dos neo-cons que actualmente domina o partido que se faz passar por socialista, e que, para nosso mal, não é melhor que a cambada precedente de neo-cons que queria terminar com a Segurança Social e que praticamente acabou com o direito à defesa. Decisões contra os Direitos Humanos são comuns em Portugal, como matar velhos à fome e sem medicamentos pôr as mulheres a parir nas ambulâncias, perpetuar a miséria, vender Portugal ao estrangeiro e destruir a riqueza e o futuro do país, dizendo que é investir (belo género de investimento, proibido noutros países, por ruinoso!). Agora, na Rússia, Sócrates apoia também outros actos contra os Direitos Humanos, como o massacre das populações que se querem libertar de jugos, a proibição da liberdade de expressão ou qualquer outro direito à liberdade. Que melhor prova daquilo que já sabíamos e que os governos corruptos teimam em desmentir?

Estas páginas no site da HRW foram publicadas em 11-6-2007 (a mencionada em segundo lugar está datada no URL). Alguém ouviu ou leu algo sobre o assunto nos noticiários de cobertura nacional? Que significa então este caso encoberto? Após tantas demonstrações no mesmo sentido, a conclusão parece simples. Para além da praga dos políticos, estamos rodeados por um bando de pseudo jornalistas, jornaleiros, que pasteurizam notícias e informações, escondem ou mostram, anunciam ou escondem de acordo com os interesses da corrupção mafiosa que encobrem e defendem num conluio declarado e aberto. São os profissionais da impostura.

Temos um governo que se declara abertamente contra os Direitos Humanos e o tem provado consistentemente. Temos uma oposição que já provou não ser melhor, pois que o mal no país não se poderia ter desenvolvido em dois anos. Onde vamos dar? A única solução possível é a união nacional para dominar as oligarquias de gananciosos, corruptos e abusadores. Acabar com regalias a que não têm direito. Desfazer as leis corruptas que protegem a corrupção e os seus autores e participantes. Impedir que se apoderem dos lugares de chefia de toda a administração, do estado e municipal. Colocá-los no seu lugar: cumpridores dos seus deveres e servidores obedientes do povo soberano. Mantê-los domesticados e com rédea curta.

8 mentiras:

A. João Soares said...

Parabéns.
Foi agraciado pelo Do Mirante com o prémio Blog de Tomates
Um abraço

J.G. said...

Foi-lhe outorgado esse simbólico prémio e, quanto a mim, com a maior justiça.
Aqui, chama-se às coisas e às pessoas o que elas são e a sua prática nos dita.

Esta servil comunicação social portuguesa nunca se revoltará contra qualquer tipo de censura.
Os homens de carácter vão escasseando nos jornais.
Por isso... estamos a voltar a ter que ler ou ouvir notícias em órgãos estrangeiros para sabermos da verdade. COMO ANTIGAMENTE!...
Que tristeza de gente, que amargo este meu país está!

Um abraço.

Savonarola said...

Lamentável. Eu, que faço uma ronda diária pelos órgãos de comunicação social portuguesa, precisamente à procura deste tipo de informação, não vi referência nenhuma a esta denúncia grave da HRW. Mais uma lamentável prova de como os media portugueses estão amordaçados. Bela democracia (oligarquia) a nossa...
Um grande abraço

belinha said...

"Os homens de carácter vão escasseando nos jornais."

Os homens de carácter vão escasseando em toda a parte...

joao said...

Sócrates foi à Rússia, ou fazer um recado a Bush ou fugiu-lhe a boca para a verdade, pois é sabido que a UE perdeu a credibilidade para dar lições de moral a quem que seja, (bombardeamento bárbaro da Jugoslávia, invasão do Afeganistão e parte activa nas barbaridades, participação ou cumplicidade na destruição do Irak e de todos os crimes que ali estão a ser diariamente cometidos, dos piores que a História regista, cumplicidade nos sinistros voos da CIA, silencio cúmplice em relação às Guatanamo(s), etc..
De qualquer modo, não há dúvida que as suas declarações saíram fora do tom, Bush com a democracia, os da Europa com os Direitos Humanos.
Claro que demonstrou também o seu desprezo por essas coisas, mas isso já sabíamos. Lá fora não foi hipócrita

Joao Soares said...

Desculpem mas a fonte é jornalística....portuguesa...e proveniente do Público, referido na propria HRW!!!
http://hrw.org/portuguese/docs/2007/06/11/russia16129.htm
Agora que a TV não tenha divulgado, não sei porque simplesmente não vejo TV, ignoro-a.
Um abraço
BioTerra

Mentiroso said...

Caro João Soares,

Não se pode desvalorizar a resposta. No entanto, (1) o link indicado está numa das páginas indicadas no post. 2)Dado que essa parte do Público não é um site aberto, ou seja, é um clube privado, não se pode considerar como notícia aberta. Essa parte do jornal é um jornal particular equivalente aos boletins de assinatura distribuídos a domicílio pela imprensa escrita.

Outras pessoas procuraram e não encontraram, o que confirma que a notícia foi confinada ao silêncio, abafada, camuflada e escondida do público em geral.

Nunca chegou a ser notícia na verdadeira acepção do termo, foi um embuste escondido, o que só vem confirmar o texto do post.

De notar que a versão do governo dá a ideia contrária da realidade, escamoteando o caso. As outras notícias que encontramos baseiam-se na versão oficial. O Portugal Diário justificou o embuste geral ao escrever: ...a versão da mesma entrevista em português, distribuída aos jornalistas pelo serviço de imprensa do primeiro-ministro português...

A. João Soares said...

Caro Leão,
Sinceramente, tenho dúvidas se o nosso Governo e o seu chefe são contra ou a favor de qualquer coisa. Gostam de discursos coloridos que tal como a água destilada, espremidos não deitam sumo, mas são bonitos de ouvir, com dicção perfeita e gestos a condizer.
Para se ser a favor ou contra é preciso ter ideias, estudar os problemas e preparar as decisões o que não tem acontecido, como é fácil constatar no ministério da saúde, no da Educação e noutros em que só depois de tomadas as decisões e trazidas a público e o povo manifestar o seu desagrado é que recuam e emendam as asneiras.
Ora, pessoas competentes procuram agir com o culto da excelência, fazendo as coisas com a máxima perfeição e não andando a atirar foguetório de improviso, sem a mínima ideia dos resultados que advirão Limitam-se ostentar a vaidade, traduzida em grandes gabinetes cheios de assessores incompetentes (como se vê do trabalho que vem a público - Ota, centros de saúde, urgências, maternidades, TLEBS, etc), muitos carros de luxo, muitas escoltas nas mais pequena deslocações, etc. etc.
Abraço